Folha e Veja terão espaço na TV Cultura

publicada sexta-feira, 03/02/2012 às 00:49 e atualizada segunda-feira, 06/02/2012 às 21:15

por Rodrigo Vianna

A “Folha” já pediu, em editorial, o fechamento da TV Brasil - emissora pública criada pelo governo federal. O motivo alegado pelo jornal: audiência baixa. “Os vícios de origem e o retumbante fracasso de audiência recomendam que a TV seja fechada -antes que se desperdice mais dinheiro do contribuinte.”

A mesma “Folha” anuncia agora  - de forma discreta, diga-se – uma curiosa “parceria” com a TV Cultura de São Paulo – emissora igualmente pública, mantida principalmente com dinheiro do contribuinte paulista.

Tenho orgulho de ter trabalhado na TV Cultura nos anos 90, à época sob a presidência do ótimo Roberto Muylaert. Mas o fato é que a Cultura também não tem uma audiência maravilhosa. Nos últimos anos, os índices só caíram. Mas aí a “Folha” não vê problema. Ao contrário, torna-se aliada da TV.

Sobre a parceria entre “Folha” e TV Cultura, você pode ver mais detalhes aqui.

O mais curioso é que a parceria se estenderá também à “Veja”, a revista mais vendida do país.

A “Veja”, como se sabe, gosta de escrever Estado com “e” minúsculo, para reafirmar seu ódio ao poder público. Ódio? Coisa nenhuma. A Abril adora vender revistas para o governo. E agora, vejam só, também terá seu quinhãozinho na emissora controlada pelos tucanos paulistas.

O “programa” da “Veja” deve ir ao ar às terças. O da “Folha”, aos domingos.

A notícia sobre o novo programa da revista mais vendida pode ser lida abaixo, em reportagem do site “Comunique-se”…

Recentemente, o “Estadão” chamou a oposição às falas, pedindo – em editorial – unidade e combatividade para barrar o PT em São Paulo. Alckmin parece ter escutado.

A TV Cultura transforma-se numa  tricheira, a organizar o que sobrou da oposição: “Veja”, “Folha”… E dizem que o “Estadão” também terá seu programinha por lá.

Faz sentido.

Como disse um leitor, no tuiter:

@RobertoToledo59 Estão apenas oficializando a parceria.

Trata-se de um movimento importante: estão preparando a trincheira pra defender a terra bandeirante da horda vermelha… Afinal, se o PT ganhar a capital esse ano, o Palácio dos Bandeirantes será o último bastião do tucanato paulista e de seus (deles) aliados na velha mídia.

Perguntinha tola desse escrevinhador: “Folha” e “Veja” vão pagar para usar o espaço da emissora pública? Ou será tudo na faixa?

Em entrevista ao Portal Imprensa, o editor da “Folha” deixou claro qual o objetivo da parceria: “trará a possibilidade de a marca Folha alcançar seu público no maior número possível de mídias. “O jornal continua firme no propósito de levar seu conteúdo de qualidade a um número diversificado de plataformas, e chegar à TV parece um passo natural”.

Muito natural! Tá tudo em casa, eu diria.

===

Anderson Scardoelli, do site Comunique-se

A partir de março, um novo jornalístico ocupará a grade de programação da TV Cultura. Em parceria com a revista de maior circulação no País, a emissora da Fundação Padre Anchieta vai transmitir o ‘Veja na TV’. A atração irá ao ar durante as noites de terça-feira, após o ‘Jornal da Cultura’.

Além da TV, o programa será exibido ao mesmo tempo na Veja.com. Porém, quem acompanhar o ‘Veja na TV’ pela internet terá um diferencial assim que cada edição chegar ao fim: participar do chat com o jornalista Augusto Nunes, que estará à frente do projeto que marca a parceria entre a Cultura e a publicação da Editora Abril.

O projeto representa o retorno de Nunes à TV Cultura. Ele foi entrevistador do ‘Roda Viva’ de julho de 2010 a agosto de 2011, época em que a atração foi comandada por Marília Gabriela. De 1987 a 1989, o programa criado há 20 anos foi apresentado pelo jornalista, que atualmente mantém uma coluna na Veja.com.

Por enquanto, nenhum profissional foi contratado para participar do novo programa. O ‘Veja na TV’ será produzido integralmente pela equipe das versões impressa e online da Veja. Os temas abordados pela atração serão política, economia e demais assuntos que aparecerão na mídia no decorrer da semana em que determinada edição será exibida.

‘Veja na TV’ contará com matérias especiais, comentários, debates e entrevistas. O programa será gravado no estúdio da Veja, localizado na sede da Editora Abril, em São Paulo. O estúdio é o mesmo em que Nunes comanda o ‘Veja Entrevista’, que é publicado quinzenalmente na Veja.com.  

 

 

Leia outros textos de Radar da Mídia

56 Comentários

56 Comentários para “Folha e Veja terão espaço na TV Cultura”

  1. luis disse:

    . q tal a gente investigar se houve licitação, concorrência ou alguma dessas “formalidades” q a Cultura exige para produtores independentes, para o programa da Folha ?
    . o q será q o Estadão pensa disso ?
    . se alegarem “notório saber” eu também quero!
    abs

    • João Sabóia Jr disse:

      Luís,
      Licitação? concorrência? formalidades? Ora Luís é uma ação entre amigos, não necessita disso. E agora fica assim, nóis governo estadual fazemos e desfazemos e imprensa só mostra o bom, o que é ruim, Pinheironho, a gente esconde

    • Acho que deveríamos, sim, investigar. Jornalistas independentes poderiam fazer isso. E, caso se constate ausência de licitação, acionar o Ministério Público.

  2. Silas disse:

    Já tem muita coisa ruim na televisão, Agora vem a Veja. É dose.

  3. Luís Braga disse:

    Pois é, a veja e a folha favoráveis ao governo, não o federal, claro, o estadual, logicamente. PiG e psdb, tudo a ver…

  4. Gerson Carneiro disse:

    É São Paulo investindo em arma de destruição em massa.

  5. Gerson Carneiro disse:

    Governo de São Paulo em parceria com Veja e Folha. É o cobertor que faltava para o consórcio TJ-SP & Governo-SP.

    Sob esse edredon vai rolar pornogafia de fazer o BBB se tornar pograma infantil.

  6. Gerson Carneiro disse:

    Lembram da arruaça que os tucanos fizeram quando o Nassif foi para a tv Brasil?

    O cinismo dos tucanos não tem limite.

    • Fernando disse:

      Ia lembrar exatamente isso Gerson , acusam os blogueiros “sujos” de chapa branca, os criticam de forma leviana e impiedosa, porém quando são beneficiados nem uma só palavra ou contestação, são de fato uma corja de cínicos, um verdadeiro câncer da nossa sociedade.

  7. Ricardo - SP disse:

    Nas proximas eleicoes estaduais certamente vai haver mudanca no comando de SP, seria um imenso prazer ver “veja/folha/estadao” serem enxotados da TV Cultura.

    • Jacó do B disse:

      Ricardo se o PT ganhar o Governo de SP, a TV Cultura vai continuar privatizada pois o PT, covardemente, respeita todos os contratos “fechados” pelos tucanos! São contratos “vitalícios”.

  8. Maria Paula disse:

    Mais o telhado deles continua de vidro.Não vamos esquecer nunca o que fizeram em São Paulo nestes últimos meses: Pinheirinho,Cracolândia, USP e outros.

  9. Inácio Nery Fonseca de Melo disse:

    ÀS VEZES ME PERGUNTO PORQUE ELES NÃO DISTRIBUEM GRATUITAMENTE ESSE JORNAIS E REVISTAS? AFINAL, HÁ MUITO DEIXARAM DE SER JORNALISMO. SÃO APENAS PANFLETOS POLÍTICO DO PSDB.

  10. Wagner Ferraz disse:

    Nada de novo…a Veja perde espaço…

  11. Walter disse:

    …Firme no propósito de levar seu conteúdo de qualidade…
    KKKKKKKKK…………

  12. fabio... disse:

    .É,… a tucanada está desesperada.
    .Se o Hadad levar a prefeitura da capital o Banana Alckmin
    .estará com os dias contados.
    .Porém, como as URNAS ELETRÔNICAS em sunpaulo são
    . ” contabilizadas ” pelos tucânos a fraude já vem rolando
    .há muito tempo.
    .Então, lidar com o PIG. agóra na tv cultura, a máquina
    .toda a favor deles e a fraude,
    .vai ser uma guerra dura.
    .Você matou a pau Rodrigo, é a MÁFIA usando o ESTADO
    .para se manter no poder por mais tempo.
    .Depois o PIG. fala que o PT ” aparelha ” o estado.
    .ahahahahaahaha….,
    .pelamordedeus.

    • AlvaroTadeu disse:

      Os resultados das últimas eleições em SP foram muitíssimos esquisitos. Veja você: em 2008, na derrota (surpreendente) de Marta para Kassab, São Paulo estacionou em 0,5% da apuração durante mais de 3 horas. Kassab detinha 60% desse 0,5%. Quando até as cidades do interior do Ceará começaram a liberar resultados definitivos, em meia hora saiu a apuração paulistana. Depois, em 2010, quando se suspeitava que Adolf Alckmin teria muitas dificuldades por causa do fracasso do ensino público sob o tucanato, a mesma coisa. 0,5% durante várias horas. Quando estados como Acre e Amazonas, com dificuldades logísticas terríveis, estavam quase finalizando suas apurações, entra São Paulo atropelando e divulga seus resultados. Vitória de Adolf Alckmin no primeiro turno, para surpresa dos observadores isentos.

  13. Claudio disse:

    Aos poucos eles vão mostrando quem é o verdadeiro dono destas ………sei lá o que, tá claro, é só investigar que verão que Serra e sua trupe paulista são os verdadeiros donos destas imprensas golpistas!!

  14. Thiago disse:

    As relações na TV Cultura já estão estranhas faz tempo.

    Uma pulga que não sai de trás da minha orelha é o Programa Radiola do João Marcelo Bôscoli.

    O programa todo é uma propaganda descarada da gravadora do apresentador: a Trama

    E mais: Ao final do programa o apresentador vai ao “acervo da Trama” e busca preciosidades da nossa MPB.

    Esse acervo da Trama é compostos de programas raros da TV cultura. Os direitos de uso destes programas foram vendidos à Trama?

    A Trama paga aluguel do horário para fazer propaganda de si própria em uma TV Pública?

    Houve licitação para que a Trama tivesse acesso à grade de programas da TV Cultura?

    Teria o João Marcelo Bôscoli mostrado o caminho das pedras para Veja e Folha?

    Quem souber, me responda, por favor…

  15. Jose Luis disse:

    Que tenham uma longa e fracassada parceria. Os três se merecem. Aliás, sugiro que a nova corporação adote o nome “Cuveja” ou então “Cufolha”.

  16. Cada emissora tem o Jabor que merece. Boquirrotos no ar: Diogo Mainardi, Reinaldo Azevedo, amestrados do Instituto Millenium e os coroinhas do Opus Dei. Escória e tucanalhas se merecem!

  17. Fernando disse:

    Se for a bom preço os blogueiros devem reinvindicar um programa também porque não?

  18. Nilson Moura Messias disse:

    Estes tucanos, são uns, para ser gentil e não baixar o nível, pilantras. No mais, torna se urgente, ganhar as eleições no quintal delles: São Paulo, a capital. Depois…….São Paulo, o Estado.

  19. Beto Lima disse:

    Muito natural! Tá tudo em casa, eu diria.

    Rodrigão, eu diria Muito natural, se fosse com a grana deles, e no do contribuinte.

    Legalmente isso pode? uma empresa privada fazer uso de um espaço na mídia (pública) ,
    “trará a possibilidade de a marca Folha alcançar seu público no maior número possível de mídias. “O jornal continua firme no propósito de levar seu conteúdo de qualidade a um número diversificado de plataformas, e chegar à TV parece um passo natural”.
    Não compete a uma TV Estatal vender espaços para a inciativa privada, com o intuio dela em diversificar plataformas”
    Aí tem Truta…………Um bom jurista analizaria esta situação.

  20. Julio Barbosa disse:

    Rodrigo, bem que voc~e poderia consultar os “doutos” membros do TCE/SP ou do Ministério Público/SP sobre esta, digamos, dispensa de licitação. É legal? Mas não mexa com ninguém do MP/SP relacionado ao #Pinheirinho/Naji Nahas.

  21. LUIZ CLAUDIO PONTES disse:

    ANAUÊ, TUCANOS!
    É, São Paulo tá se lixando para o Brasil. Está montando nos seus limites um bunker poderoso contra o governo federal. Declarou guerra à Dilma em Pinheirinho, na cracolândia e na USP, mostrando que os direitos humanos por lá serão tratados como na “Revolução de 64″, ou seja, na sola do coturno e na dureza dos cassetetes.Esse parece ser um ato de desespero dos que pressentem a perda do poder. Estão cavando trincheiras por toda a parte e a TV Cultura parece ser a mais profunda, pois nela caberão todas as mágoas dos perdedores tucanos. Só falta agora eles rasgarem a nossa Constituição e proclamarem a República Paulista no próximo 09 de julho. Anauê, São Paulo!

  22. Fernando Simas disse:

    Rodrigo,
    Essa parceria não surpreende. è, de novo, uma atitude desesperada de um governador pequeno, menor e sem nenhum, repito, nenhum gabarito para governar nosso Estado.
    Alguns dizem que ele não passa de um governador caipira.
    Discordo pois os caipiras são extremamente capazes, ladinos,espertos e não perdem uma oportunidade de vislumbrar vantagens onde aparentemente e de maneira simplista os apressados só vêem problemas.
    Foi o caso do Pinheirinho.
    Não resisto e volto a citar o filósofo espanhol Ortega Y Gasset que dividia os gestores, administradores como Estadistas,Escrupulosoa(Intelectuais) e Pusilânimes(Mediocres)
    O Estadista seria capaz de passar por cima da mãe para cumprir sua missão.
    O Intelectual no poder utiliza o excesso de escrúpulos como álibi para a não ação, fica paralizado pela análise.
    Fernando Pessoa disse que o escrúpulo é a morte da ação.
    Aí podemos identificar o governo de FHC.
    O Medíocre, o pusilânime é o sujeito inseguro, sem iniciativa, dotado das pequenas virtudes e defeitos do homem comum, mas sem nenhuma das qualidades e defeitos do Estadista.
    O governador Alkmim preenche com louvor este último papel.
    Abraços
    Fernando Simas

  23. Roberval Antunes disse:

    SEM CONCORRÊNCIA PÚBLICA???

    TV Cultura, se é fácil assim reserva para mim uma hora diária na programação. Mas só aceito das 20 as 21 horas de segunda à domingo.

  24. PedroAurélioZabaleta disse:

    Anauê, Tucanistão!

  25. Jose Saguy Tenorio disse:

    O histórico administrativo da Fundação Padre Anchieta é sofrível. A ficha corrida (capivara), da Abril é medonha. A listagem de canalhices da Folha é espantosa. O currículo do Estadão é requenguelo. Logo estão no mesmo nível para fazerem essa insuspeita união. kkkkk

    Quer dizer, dentro de pouco tempo será mostrado o que é canalhice, pois eles não são capazes de esconder os seus DNAs, isso é uma questão de tempo.

    Beleza, isso permite que a TV NBR faça uma parceria com a CARTA CAPITAL, e com as demais empresas de comunicação que pratiquem jornalismo de verdade, coisa muito raro nesse país.
    Ah, uma perguntinha: eles fizeram licitação (concorrência) pública para contratarem a Folha e a Veja?
    Fica difícil entender quem está mais deseperado para se salvar, tanto financeira, quanto moralmente.

    Aguardem!

  26. Celso Junqueira disse:

    A veja(com minúsculas mesmo) não é a mais vendida. É a mais “vendida”.

  27. Flavio disse:

    Só não entendo porque o Governo federal ainda anuncia na Veja…

  28. Maria Meneses disse:

    São crimes como eses que não podemos levar na brincadeira.è preciso averiguar os termos de contrato que esses fascitucanos estão aprontando.De pouco a pouco eles vão fazendo seus planos se fortificarem. Foi assim com o nazismo. Triste história que não pode ser esquecida.

  29. Marcos Manocchi disse:

    Você, com certeza, ganha dinheiro do PT prá financiar o Blog. Lamentável!

  30. Marcos Manocchi disse:

    Se tem moderação, de cara é suspeito.

  31. Santiago disse:

    Que tristeza. Agora que a TV Cultura vai pro lodo mesmo. Sinto uma grande pena. Vai ter que mudar o nome: TV Acultura.

  32. marcosomag disse:

    É o prólogo da privatização da TV Cultura. O editorial de “Folha” contra a TV Brasil e a suspeitíssima “parceria” dos veículos da Rede PSDB News com a TV Cultura não são contraditórios, mas sim, complementares. Parece que Geraldo Alckmin está tentando copiar o “estilo pé na porta” do neoliberalismo europeu. Vai dar com os burros n’água pois o PT não é o PSOE espanhol ou o PS francês. Aqui não haverá hesitação política da esquerda diante da radicalização direitista em SP.

  33. Thiago disse:

    Continuará atingindo 2, 3 porcento da população de São Paulo. Os que concordam com os absurdos e demandas da mídia, e leva o Estado de SP para a vanguarda do atraso.

  34. Murdok disse:

    Sim, o Ministério Público não vai dizer nada?

  35. jbmartins disse:

    Próximo passo da Folha e Veja é adquirirem a concessão e tornar a TV Cultura privada, resolvido o problema da baixa audiência, o que os tucanos fazem, pregam a falência e depois a vendem, sendo que eles mesmo compram a estatal falida.

  36. Luís CPPrudente disse:

    Isto é mais uma “ação entre amigos” do PSDB, como sempre o prejuízo disto fica para o erário público.

    PSDB: um partido de fascistas e que adora praticar umas “ações entre amigos” do PSDB.

  37. José Antero Silvério disse:

    “Os vícios de origem e o retumbante fracasso de audiência recomendam que a TV seja fechada -antes que se desperdice mais dinheiro do contribuinte.”

    Esse pessoal não sabe o que está perdendo não assistindo a TV Brasil. Senão vejamos:
    – Observatório da Imprensa – Alberto Dennis;
    – Samba na garoa – Diogo Nogueira;
    – 3 a 1 – entrevistas com Luis Carlos Azêdo;
    – Mama África – mostrando os problemas da África;
    – Caminhos da Reportagem – sempre com assuntos de interesse;
    – A TV que se Faz no Mundo – dá até para comparar;
    – A Grande Música – sempre apresentando a música clássica de um modo diferente.
    Citei estes por serem os que mais gosto e são exibidos a noite. Sem contar os filmes de várias partes do mundo e reportagens sobre a América Latina como o Da Terra do Fogo a Tijuana e etc…
    O problema é que a TV Brasil mostra as pessoas como elas são; pessoas como a gente. Sem enfeites.

  38. pperez disse:

    Se a Veja é uma das revistas mais vendidas não sei, mas o que sei é que o governo adora apanhar dela enquanto não para de injetar verbas publicitarias milionarias nas suas folhas.
    Alguem pode entender isto?

  39. Messias Franca de Macedo disse:

    Uma petição pública e/ou uma ação do Ministério Público Federal deveria exigir que o convite à “democratização das informações plurimidiáticas’” fosse extensivo à ‘Carta Capital’,'Caros Amigos’, TV Brasil…
    Justiça? Qual Justiça?!

    Com a palavra a impávida e egrégia doutora Eliana Calmon!…

    Em tempo: o conluio será televisado!

    República de ‘Nois’ Bananas
    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

    • Messias Franca de Macedo disse:

      ajuste em comentário anterior:

      (…)

      Em tempo: o conluio será televisionado!

      República de ‘Nois’ Bananas
      Bahia, Feira de Santana
      Messias Franca de Macedo

  40. Amaro disse:

    Para quem gosta é um caldeirão cheio até a boca. E viva o PIG e sua vocação para parasita.

  41. Marisa disse:

    Nossa, com a audiência q tem a Cultura eles vão conseguir passar de Pinheirinho… Vão até… S.J. dos Campos!
    Duro mesmo é a gente não fazer nada para conter essa canalhice toda!

  42. Veja e Folha sempre rosnam contra tudo que seja estatal. Mas quando o governo estadual os chama pra mamar, sem licitação, jogam foram a ideologia e vão correndo.

  43. JA disse:

    Será por coincidência que a Veja “comprou” o horário (terça-feira, 22h) que era do “Observatório da Imprensa” gerado pela TV Brasil?

  44. Lobianco disse:

    If i cath you! Mais uma desse Brasil… Sil…sil…

  45. alex disse:

    NA TV CULTURA NEM O CONSELHO MANDA MAIS

    Conselho Curador da TV Cultura não sabia de parceria com Veja e Folha de S. Paulo

    Por: Raoni Scandiuzzi, Rede Brasil Atual – 06/02/2012, 18:40

    São Paulo – O deputado estadual Simão Pedro (PT), membro do Conselho Curador da TV Cultura, afirmou que ficou sabendo apenas nesta segunda-feira (6) sobre a parceria firmada entre a emissora pública e as empresas privadas de comunicação Abril e Folha da Manhã – que editam a revista Veja e do jornal Folha de S. Paulo, respectivamente.

    O acordo foi conhecido na última sexta-feira (3) e ocupou boa parte das atenções na blogosfera e nas redes sociais durante o fim de semana.

    Simão Pedro, que participa do Conselho Curador por ser o presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, disse à Rede Brasil Atual que só se pronunciará sobre o assunto depois de se reunir com o colegiado, o que deve acontecer na próxima segunda-feira (13).

    Antes disso, deverá se encontrar com o presidente da Fundação Padre Anchieta, João Sayad. Ele disse ainda que existe a hipótese de convocar Sayad para explicar a situação à Comissão de Educação da Assembleia.

    A Cultura é uma emissora pública gerida e financiada parcialmente pelo governo estadual de São Paulo, e possui caráter educativo e cultural. De acordo com o parágrafo 6º do artigo 14 do estatuto da Fundação Padre Anchieta, entidade sem fins lucrativos mantenedora da emissora de televisão, compete ao Conselho Curador “aprovar a celebração de convênios ou acordos com órgãos ou instituições públicas ou privadas, concernentes à programação”.

    A parceria com os grupos privados faz parte da proposta de reformulação da grade de programação da TV Cultura, que deverá entrar em vigor nas próximas semanas – provavelmente em março.

    De acordo com as informações publicadas pelo portal Comunique-se, o programa Veja na TV, feito em parceria com a revista, terá o comando do jornalista Augusto Nunes.

    Não foram divulgadas informações sobre o programa que deve ser produzido com a Folha de S. Paulo.
    Perguntada sobre a nova parceria e o resultado disso no conteúdo jornalístico exibido pela emissora, a TV Cultura se esquivou. “Estamos ainda em fase de definição de datas e programas da nova grade”, limitou-se a responder.

    O ex-ouvidor geral da Empresa Brasil de Comunicação Laurindo Lalo Leal foi outro que comentou a parceria entre o governo de São Paulo e dois dos maiores grupos de mídia do país. “É no mínimo estranho que uma emissora pública abra espaço para que empresas comerciais ocupem espaços na grade de programação. Isso faz parte de uma política de privatização dos espaços públicos”, criticou.
    “Isso representa não só uma distorção, mas também cria um problema de conteúdo grave. Supõe-se que a linha editorial das TVs públicas sejam distintas da linha editorial das empresas privadas. Se isso não acontece, ela (a mídia pública) perde a razão de existir”, concluiu Lalo. Ele ainda sugeriu que a medida poderá estar sendo usada para reduzir os custos da emissora para o governo estadual.

    http://www.redebrasilatual.com.br/temas/entretenimento/2012/02/conselho-curador-da-tv-cultura-nao-sabia-de-parceria-com-veja-e-folha-de-sao-paulo

  46. Vital B. Pontual disse:

    Pois é, meu caro Rodrigo, agora resolveram definitivamente tucanar a TV Cultura. Aos poucos, estão acabando com ela. A Revista VEJA é a alta cúpula do jornalismo medíocre no Brasil. A Folha e o Estão idem. Podem (esses veículos) dar-se as mãos e seguirem juntos sem medo de serem felizes…
    Vital – Recife

Comentar