Soberania Nacional


  • YPF: ‘nacionalização não é irregular’

    Da CartaCapital: A decisão do governo argentino de expropriar 51% das ações da petroleira YPF retrata uma preocupação estratégica de longo prazo da presidenta Cristina Kirchner e, ao mesmo tempo, uma afirmação do orgulho nacional frente a empresas estrangeiras. É o que defende Ildo Sauer, diretor do Instituto de Eletrotécnica e Energia da Universidade de São Paulo (USP) e ex-diretor da Petrobras.